A capital baiana já conta com uma estrutura para abrigar startups, que irão, entre outros objetivos, elaborar soluções para novos e velhos problemas no serviço público. São 300 estações de trabalho onde deverão funcionar concomitantemente 100 empresas da área de tecnologia. A cadeira Time foi escolhida para integrar as estações de trabalho do projeto.